NOTÍCIAS

Confira as últimas notícias Librelato

12.03.2019

Bolsonaro anuncia fim de novas lombadas eletrônicas em rodovias e ABCR se manifesta sobre o assunto

O presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, disse que pretende acabar com as lombadas eletrônicas em rodovias brasileiras. “Não teremos lombadas novas no Brasil e as que porventura existem, quando forem perdendo a sua validade, não serão renovadas”, anunciou. A afirmação foi dita na última quinta-feira, 7 de março, via transmissão ao vivo no Facebook, e repercutiu, entre outros públicos, entre os concessionários de rodovias.

“Há uma quantidade enorme de lombadas eletrônicas no Brasil. É quase impossível você viajar sem receber uma multa”, disse Bolsonaro, destacando ainda a desconfiança de que o objetivo do equipamento não seja diminuir acidentes e sim “dar mais lucro para quem está explorando aquela lombada eletrônica”.

Após sua afirmação, a Associação Brasileira das Concessionárias de Rodovias (ABCR) disse em nota que “não há arrecadação de multas pelas concessionárias em qualquer dispositivo eletrônico de monitoramento de velocidade”. A associação defende que os radares são responsáveis pela redução de acidentes graves, uma vez que o Brasil é um dos países onde mais se morre em acidentes de trânsito.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), responsável pela regulação das concessões rodoviárias federais, também confirmou que não há repasse de valores de multas às concessionárias. No Código de Trânsito Brasileiro, a informação é de que “a receita arrecadada com a cobrança de multas de trânsito será aplicada, exclusivamente, em sinalização, engenharia de tráfego, de campo, policiamento, fiscalização e educação de trânsito”, sendo que a regulamentação deve ser feita pelo Contran.

Para mais informações, acesse: http://bit.ly/2F3GQ81